quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Eu e minha primeira vez aos 9 anos

Olá! meu nome é ian... essa foi uma historia real que aconteceu comigo... com meu melhor amigo o alex...
eu tinha 9 anos, estava na calçada de meu condomínio com meu amigo, alex, de 9 também, a gente estava conversando normalmente, depois nos abraçamos como se fosse a ultima vez que a gente estava se vendo, eu senti uma coisa dura roçando na minha coxa, era o pinto dele que estava roçando em mim. eu fiquei quieto, mas eu estava gostando. senti algo gelado e molhado tocando minha bochecha, ele estava beijando minha bochecha. eu retribui, e ele pediu para que eu fosse na casa dele, eu aceitei e fomos pra lá. chegando lá ele me pediu para que eu tirasse minha bermuda, eu tirei meio com medo, e ele abocanhou meu pinto na cueca, eu fechei os olhos e fiquei sentindo o prazer, senti muito medo de alguém chegar ali e nos ver, estava suando frio, mas ele começou a me acariciar e fui relaxando aos poucos, ele tirou minha camisa, meus tênis e minhas meias, e me deitou no sofá e começou a lamber meus mamilos e acariciar meus pés, ele vinha beijando minha boca, começamos um beijo de língua demorado, fiquei quase sem ar e ele pediu pra que eu acariciasse ele, eu tirei a roupa dele e fiz o mesmo que ele tinha feito comigo, abocanhei o pinto dele na cueca, chupei os mamilos dele e acariciei os pés dele, ele me abraçou e mandou eu entrelaçar minhas pernas nas dele, eu fiz o que ele mandou e eu deitei em cima dele, barriga com barriga, boca com boca e pinto com pinto e bem abraçados, depois de um tempo, ele tirou a cueca dela e senti a pica dele encostando meu umbigo, percebi que era bem grandinha, estava que nem uma pedra de tão dura e bem quentinha, ele tinha parado de me abraçar e estava com um sorrisinho meio esquisito, a mão dele passava por minha bunda, ele apertava como que quisesse pegar um pedaço, fiquei meio assustado, mas levei aquilo como um carinho, ele começou a retirar minha cueca, comecei a senti uma dor no pinto pois a cabecinha estava de fora e tava meio esmagada pelo nossos corpos, ele começou a alisar a portinha do meu cú e pediu pra eu deita no outro sofá, eu deitei, ele mandou eu fica di barriga pra cima, ele me punhetou um pouquinho, e me indireitou no sofá pondo meus pés no ombro, meu cuzinhu fico bem de frente pra ele, ele pegou um pouquinho de cuspe e começou a melar meu cuzinho, eu perguntei o q ele tava fazendo e ele disse pra eu relaxar, eu tentei relaxar e ele tocou a pica dele na minha bunda empurrando ela pra portinha, qndo ele empurrou pra dentro eu dei um grito, meio que chorando, ele acariciou minha barriga, pedindo pra eu m acalmar, tentei m acalmar mas a cada vez que ele enfiava ardia mais e duia mais, eu mandava ele tirar, mas ele só falava pra eu relaxar, quando a cabecinha toda entrou no meu cu eu senti algo escorrendo pela minha bunda, quando eu pus minha mao pra ver o q era, eu vi que era sangue, comecei a chorar e ele começou a m punhetar pra m alegrar, depois que ele enfiou tudo eu mandei ele tirar pois num tava mais agüentando, ele respondeu bravo pra mim que não, ele me deu um beijo na minha boca e enxugou minhas lagrimas com a língua, depois ele tirou o sangue do meu cuzinhu e começou a lamber cada gotinha, eu achei aquilo nojento, mas ele deu um pokinhu pra mim, mas eu cuspi... ele se aproximou mais um pouco e senti o pinto dele entrando cada vez mais, e ardia mais ainda, até que senti a barriga dele tocando minha bunda e as bolas dele entre minha bunda, depois de um tempinho comecei a me acostumar, fechei os olhos e ele começou a fazer movimentos de vai e vem bem levinhos depois de uns 10 minutos ele começou a fazer movimentos mais fortes e mais rápidos, eu gemia que nem uma putinha e as vezes berrava de dor, quando ele terminou massagiou o meu cuzinhu e enfiou a língua tirando todo sangue, eu pedi pra chupar ele, ele me ensinou a chupar, m chupando e eu repeti, chupei bastante tempo, acariciei as bolas dele e tudo q ele fez comigo m ensinando. ele ficou dando cafuné na minha cabeça e ao mesmo tempo empurrando minha cabeça pra eu chupar tudinho, ele pediu um 69 e a gente fez, ficamos muito tempo naquilo, ele me abraçou de novo me beijando e pediu pra eu fazer o que ele fez no meu cuzinho, eu obedeci, ele falou q ia fica de quatro, eu cuspi no cuzinhu dele e comecei a enfiar, ele deu um grito de dor e um gemidinho de prazer, ele ficava rebolando enquanto eu enfiava, quando enfiei tudo ele deu um sozinho de alivio, ele levantou com cuidado do chão, e mandou eu sentar no sofá, eu obedeci, eu sentei com ele no meu pinto e ficou bem grudadinho no meu pinto, eu beijei a nuca dele, e ele deu um sorrisinho alegre, e começou a subir e descer ficamos fazendo aquilo um bom tempo, depois a gente nos chupamos de novo. eu fui pra casa, mas daí no outro dia a gente fez de novo a mesma coisa...

Um comentário: